Mercado de Trabalho

5 passos para lidar com o feedback negativo no trabalho

Por EAD UNISC   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Receber um feedback negativo no trabalho não é nada fácil. Afinal, ninguém gosta de ser criticado, não é mesmo? Ainda mais quando nos dedicamos oito horas em uma atividade e nosso sustento depende dela. 

Mas, fique calmo: receber um retorno negativo de um colega ou supervisor não é o fim do mundo. Muito pelo contrário: faz parte do processo de crescimento de todo o profissional. 

Ou seja, se você ainda não recebeu, em algum momento da sua carreira um feedback negativo vai chegar até você. 

Ninguém é perfeito, e até profissionais experientes cometem erros. O mais importante é saber lidar com as críticas e usá-las para impulsionar o seu desenvolvimento. 

Quer descobrir como? Neste artigo, apresentamos 5 passos para lidar com o feedback negativo no trabalho. Continue conosco e boa leitura!

Aqui você vai conferir:
A importância do feedback no ambiente de trabalho 
Não confunda assédio moral com feedback 
Passo a passo para lidar com um feedback negativo 
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se grátis.

A importância do feedback no ambiente de trabalho 

O feedback é o momento em que um colega ou superior avalia o trabalho de outro colaborador, dando seu parecer sobre suas ações, comportamentos, entregas e resultados profissionais.

É uma prática muito comum nas empresas, sendo uma oportunidade de alinhar expectativas e corrigir possíveis falhas.

A estratégia já foi apontada pela ciência como elemento chave para alcançar alta performance e eficiência no mercado de trabalho. 

Enquanto as avaliações positivas servem como um motivador poderoso, o feedback negativo ajuda no crescimento e desenvolvimento dos profissionais.

Ou seja, o feedback é fundamental para construir um ambiente de trabalho mais produtivo e também saudável. 

Essa prática demonstra que a organização se importa com o colaborador a ponto de querer ajudá-lo a melhorar.

Por isso, não fique com medo se o seu líder marcar uma reunião de feedback com você. Esteja preparado para comentários negativos, mas não pense que eles estão ali para depreciá-lo ou diminuí-lo. 

Além disso, dificilmente, a sua liderança terá só coisas negativas para falar sobre o seu trabalho. Se você cumpre com suas funções com empenho e transparência, é bem possível que você também receba elogios. 

Então, fique tranquilo e respire fundo: o feedback não é nenhum monstro de sete cabeças!

Não confunda assédio moral com feedback 

Mas e se o feedback for ofensivo? E se tocar em pontos que não se relacionam diretamente com o trabalho? Existe uma grande diferença entre feedback e assédio moral

Receber críticas faz parte do mundo do trabalho. Por meio delas, entendemos no que estamos pecando e como nos desenvolver para alcançar melhores resultados. 

Contudo, ser alvo de comentários negativos com frequência e de forma injustificável não tem nada a ver com feedback. Isso se chama assédio moral.  

Nem sempre é fácil identificar a ocorrência do assédio moral, pois, às vezes, ele pode ser confundido com meras brincadeiras ou divergências em relação às questões de trabalho.

Contudo, existem algumas condutas típicas que podem ser caracterizadas como assédio moral. Tais como: 

  • desaprovação a qualquer comportamento do colaborador;
  • críticas repetidas e continuadas em relação à sua capacidade profissional;
  • comunicações incorretas ou incompletas quanto às tarefas;
  • isolamento do colaborador;
  • descrédito do colaborador no ambiente de trabalho, espalhando rumores ou boatos sobre a sua vida pessoal ou profissional.

Se você está passando por uma das situações citadas acima, saiba que você pode estar sofrendo de assédio moral. Nesse caso, não hesite em contatar o setor de Recursos Humanos da sua empresa para buscar ajuda. 

feedback negativo - profissionais reunidos no escritório

Passo a passo para lidar com um feedback negativo 

Vai ter uma reunião de feedback com seu gestor e está com medo de receber um feedback negativo? Calma: abaixo, ensinamos passo a passo como lidar com essa situação. Confira:

1. Antes de tudo: escute

Muitas pessoas, quando recebem um retorno negativo sobre suas ações, cometem o erro de ficar retrucando ou encontrando desculpas — sem nem ao menos ouvir ou prestar atenção no que o outro diz. Não seja esse tipo de profissional.

Às vezes, pode parecer que o caminho mais fácil é ativar o estado de negação durante uma conversa de feedback. 

É comum que funcionários acreditem que o autor dos comentários, geralmente o gestor, o cliente, o fornecedor, está sendo tendencioso. Mas, na maioria das vezes, não é isso que acontece. 

Todo mundo tem dificuldades em receber críticas, então é normal ficar um pouco na defensiva. Contudo, simplesmente fechar e não escutar o outro não é o melhor caminho. 

A saída, nesses casos, é entender que não se trata de um ataque pessoal, portanto, não requer uma defesa, e que todos temos pontos fracos. 

Lembre-se que, como todo mundo, você está aprendendo e ainda se desenvolvendo, erros vão acontecer e problemas vão surgir. 

Tenha maturidade e humildade para identificá-los e solucioná-los. Isso é fundamental para o seu crescimento profissional. 

2. Peça exemplos

Uma conversa de feedback pode parecer um pouco abstrata muitas vezes. Isso acontece, principalmente, se o gestor fica só nos adjetivos e não esmiúça as atitudes que são alvo de críticas. 

Mas, em vez de culpar o outro pela falta de habilidade em conduzir a conversa, assuma o papel de trazer a crítica para o lado prático. 

Se você não reconhece a característica que estão apontando no seu comportamento, peça exemplos práticos para que você possa investigar e se conhecer melhor.

Pedir exemplos é um gesto de humildade, de disposição para reconhecer falhas, e não uma oportunidade de enfrentamento. O objetivo é olhar para dentro, sem tentar provar ao outro que ele está errado.

Isso pode ajudar muito a entender onde você está errando e como melhorar. 

3. Não deixe que isso abale sua autoconfiança

Todo mundo sabe que não é fácil ouvir críticas. Mas, isso não é motivo para que você comece a duvidar de sua capacidade e a se autossabotar

Lembre-se de que o feedback negativo faz parte do seu crescimento enquanto profissional. Todos os colaboradores têm que lidar com ele em algum momento da carreira, até mesmo os mais experientes. Então, não se cobre tanto. 

Além disso, não se isole em seu ambiente de trabalho por causa de uma crítica. 

Uma pesquisa comprovou que, depois do feedback negativo, os profissionais tendem a evitar quem o deu. E os mesmos estudiosos também descobriram que os profissionais que agem assim experimentam declínio em seu desempenho. 

Ou seja, vai ser pior ainda se você começar a se isolar por causa de um retorno negativo. 

Por isso, não enxergue o feedback negativo unicamente como uma crítica, mas também como uma oportunidade para ser melhor e contribuir ainda mais para a empresa. 

4. Reflita sobre o que foi dito

Nem sempre dá para ter total compreensão dos fatos no momento da conversa. Por isso, é preciso tempo para digerir, ponderar, reavaliar — você não precisa reagir de imediato a uma crítica. 

Pense sobre a conversa, reflita a respeito do que levou o outro a ter determinada percepção. Se concluir que não faz sentido, recorra a outras fontes confiáveis em busca de mais informações. 

Assim, no final desse processo, assimile o que for favorável ao seu crescimento e descarte o que considerar nocivo.

5. Comece as mudanças

Já refletiu e entendeu o que você precisa melhorar? É hora de trabalhar com novas atitudes. 

Comece por pequenas mudanças no seu dia a dia, por exemplo: se o ser gestor comentou que você está pouco participativo nas reuniões, traga sugestões, diga suas impressões sobre o assunto, mostre que você está ali e absorveu a crítica. 

Lembre-se que um feedback negativo não é apenas uma crítica, mas um norte para que você saiba por onde começar a trilhar uma carreira de sucesso.

Ganhe uma bolsa de estudos com a sua nota do Enem!

Conclusão

Neste artigo, falamos sobre feedback negativo, explicando em cinco passos como lidar com esse momento da vida profissional. 

Não é nada fácil encarar as críticas no ambiente de trabalho, mas lembre-se que a maioria delas nos ajuda a crescer e a se desenvolver. Então, esteja disposto a ouvir e melhorar. 

E se você gosta de conteúdos sobre mercado de trabalho, não deixe de conferir outros textos do EAD UNISC: