Mercado de Trabalho

Gestão de micro e pequenas empresas: como potencializar seu negócio

Por EAD UNISC   | 

 Tag: Mercado de Trabalho

Saber como fazer a gestão de micro e pequenas empresas é um aprendizado importante não só para que o negócio não desapareça, mas porque esse tipo de empreendimento é uma importante fonte de emprego e crescimento econômico no Brasil.

Uma micro ou pequena empresa é uma organização que tem número reduzido de funcionários e um faturamento anual limitado. Ou seja, elas são, como o nome já diz, empreendimentos pequenos.

Mas apesar disso, desempenham um papel vital na economia do país, contribuindo para a geração de emprego e renda. Por exemplo, segundo dados do SEBRAE, 72% dos empregos formais do país em 2021 eram promovidos por micro e pequenas empresas.

Elas são uma força a serem reconhecidas, mas isso não significa que não enfrentam desafios.

Dentre o tipo de barreiras contra as quais as micro e pequenas empresas precisam lutar estão: acesso limitado a financiamentos, concorrência desleal, falta de capacitação empresarial e complexidade burocrática.

Tudo isso acaba sendo responsabilidade do gestor deste micro ou pequeno negócio, o profissional que administra as operações da pequena organização.

Neste artigo, nós vamos explorar um pouco mais sobre o que significa fazer a gestão de micro e pequenas empresas, qual é o papel do gestor nesse processo e como você pode potencializar as suas habilidades para fazer seu negócio prosperar.

Você vai conferir:

Como funciona a gestão de micro e pequenas empresas
Os principais desafios enfrentados pelos micro e pequenos empresários no Brasil
O que faz um gestor de micro e pequenas empresas?
Quanto ganha um gestor de micro e pequenas empresas?
Aprenda a fazer a gestão de micro e pequenas empresas

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

 

Como funciona a gestão de micro e pequenas empresas

O processo de gestão de micro e pequenas empresas é complexo pois envolve todas as atividades de uma empresa em funcionamento, porém em escala reduzida e com menos pessoal.

Para gerir uma organização deste porte é preciso: planejar, organizar, dirigir e controlar as operações para que se alcance os objetivos e metas.

Confira alguns dos principais passos da gestão de micro e pequenas empresas: 

  • Planejamento estratégico: este deve ser sempre o primeiro passo do processo, o desenvolvimento de um plano de longo prazo contendo caminhos (metas e objetivos) para o crescimento do negócio. Aqui também entram oportunidades de mercado, estratégias para alcançar sucesso e também os principais desafios da empresa. 
  • Planejamento financeiro: este também é um passo essencial, pois envolve fluxo de caixa, orçamento, contas a pagar e receber e demais aspectos financeiros do negócio. Manter as finanças em ordem é importante para garantir que sempre haja dinheiro suficiente para cobrir as despesas, mas também para investir no futuro da empresa. 
  • Recursos Humanos: se a empresa tem porte suficiente para precisar de funcionários, será necessário se preocupar com a contratação, treinamento e gerenciamento desses colaboradores. Isso requer investimento, pois é apenas com pessoas motivadas e qualificadas que as operações funcionarão como devem. 
  • Marketing e Vendas: um passo muito importante também é desenvolver e implementar estratégias de marketing e vendas para atrair novos clientes e chegar em novos públicos. É sempre importante cuidar da sua comunicação de marca e sua comunicação com os próprios clientes também. 
  • Operações: este é um passo que lida com o dia a dia da empresa, que se preocupa em garantir que as operações diárias serão eficazes e eficientes. Aqui, entram cuidados com logística, gerenciamento de estoque e outras tarefas operacionais. 
  • Gerenciamento de riscos: por fim, este é um passo que muitos gestores deixam de fora, mas que é essencial para garantir o futuro da organização. Fazer gerenciamento de risco significa identificar e gerenciar potenciais riscos para o negócio, significa ter um plano de ação preparado caso algo que pode prejudicar a empresa aconteça. 

Como você viu, a gestão de micro e pequenas empresas é um processo complexo que vai de ponta a ponta dentro da organização.

🔵 Leia também: Fluxo de caixa: o que é, como fazer, dicas e passo a passo

Os principais desafios enfrentados pelos micro e pequenos empresários no Brasil

Por si só, a gestão é um processo desafiador, mas os micro e pequenos empresários brasileiros também enfrentam outros desafios.

Confira abaixo alguns dos principais:

  • Acesso a financiamentos e linhas de crédito: embora a oferta de instituições financeiras seja abundante, conseguir um financiamento ou uma boa linha de crédito ainda é um desafio para micro e pequenas empresas. De acordo com o SEBRAE, este ainda é uma grande dificuldade para empresários do porte. 
  • Concorrência com grandes empresas: micro e pequenas empresas também passam pelo desafio de concorrência com empresas maiores e mais bem estabelecidas, que conseguem margens de descontos melhores em produtos e serviços. 
  • Complexidade burocrática: no Brasil, os processos regulatórios e fiscais são bastante complexos, extensos e costumam ser um desafio para o micro e pequeno empresário. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo SEBRAE, esse é a maior barreira para 86% dos empresários brasileiros. 
  • Instabilidade econômica: não é novidade que a economia brasileira vem passando por dificuldades, e isso reflete como um desafio para o micro e pequeno empreendedor. Durante a Pandemia de Covid-19 em 2020, por exemplo, cerca de 30 mil empresas fecharam as portas devido à instabilidade econômica. 
  • Falta de capacitação empresarial: outra dificuldade que tem impacto direto no funcionamento de uma micro ou pequena empresa é a capacitação de seu gestor. Devido à cultura brasileira de trabalhos informais que acabam se tornando pequenos negócios, é comum que a gestão dessas empresas não tenha formação e nem capacitação o suficiente, o que acaba trazendo riscos.

Gestão de micro e pequenas empresas: curso para implantar nos seus negócios

O que faz um gestor de micro e pequenas empresas?

Como você viu acima, o papel do gestor de uma micro e pequena empresa é encabeçar o processo de gestão. Ou seja, o gestor é responsável por gerenciar e supervisionar as operações do negócio.

Ele é o líder da empresa e tem a tarefa de tomar decisões estratégicas para garantir que a organização consiga atingir seus objetivos.

Debaixo de seu guarda-chuva dele está a responsabilidade de elaborar o planejamento estratégico, manter as finanças no positivo, responder pelos recursos humanos, implementar ações de marketing e vendas, supervisionar operações e gerir riscos.

Quanto ganha um gestor de micro e pequenas empresas?

Para esta pergunta, não existe uma resposta concreta. Isso porque saber quanto ganha um gestor de micro e pequena empresa depende de diversos fatores.

O salário de um gestor de um negócio desse tipo pode variar bastante, dependendo do tamanho da empresa, localização, setor e desempenho do negócio, especialmente porque muitos gestores não têm um salário fixo, recebendo uma porcentagem do lucro da empresa.

Esta pode ser uma escolha, mas é importante frisar que, pela saúde financeira da empresa, o ideal é que o salário do gestor, o prolabore, seja uma despesa fixa da empresa.

Dessa forma, o gestor sempre receberá um salário mantendo as contas do negócio em dia.

🔵 Leia também: Rentabilidade: o que é? Como calcular? [Guia Completo]

Aprenda a fazer a gestão de micro e pequenas empresas

E agora que você já entendeu como funciona a gestão de micro e pequenas empresas e também já entendeu os principais desafios, vamos à algumas dicas de como fazer uma boa gestão.

Abaixo, você encontra cinco delas:

  1. Desenvolva um plano de negócio e um plano financeiro. Organizações como o SEBRAE possuem serviços e produtos pensados justamente para ajudar micro e pequenos empreendedores. Por isso, se você precisar de ajuda, não hesite em pedir.
  2. Descubra quem é seu público e como chegar nele. Como você bem sabe, uma empresa não sobrevive sem clientes. Por isso, faça um bom estudo de público e produto antes de começar suas ações de marketing. Falar com o cliente certo faz muito mais diferença do que gastar muito dinheiro com propaganda.
  3. Invista em tecnologia para automatizar processos. Isso pode ajudar a diminuir o tempo utilizado em funções repetitivas, deixando mais espaço para que você consiga pensar e agir com mais estratégia.
  4. Tenha clareza sobre os objetivos do seu negócio. Se você não sabe para onde ir, pouco importa qual caminho pegar. Então, use o seu plano de negócios para deixar bem claros os objetivos que você quer atingir com sua empresa e o que precisa para chegar até eles.
  5. Esteja aberto a aprender e se capacitar. Por fim, tão essencial quanto investir no seu negócio é investir no seu conhecimento. Então, não hesite em buscar capacitação e especialização.

Dito isto, queremos convidar você a conhecer a Graduação Tecnológica em Gestão de Micro e Pequenas Empresas oferecida pelo EAD UNISC.

O curso superior de dois anos visa capacitar profissionais para gerir micro e pequenas empresas, desenvolvendo a capacidade de empreender e de atuar de forma integrada na gestão.

Em pouco tempo, você se diploma e se capacita para gerir seu negócio com precisão. Não deixe de conhecer o curso de Gestão de Micro e Pequenas Empresas EAD neste link!

Leia também: