ENEM

GOMIFES: como usar na proposta de intervenção da sua redação do Enem

Por Mariana Bortoletti   | 

 Tag: ENEM

Você sabe o que são GOMIFES? Então, descubra neste artigo porque eles podem ajudar a melhorar sua proposta de intervenção na redação do Enem! 

GOMIFES é um acrônimo para Governo, ONGs, Mídia, Iniciativas Privadas ou Indivíduo, Família, Escola e Sociedade. 

Esse acrônimo é utilizado para denominar os possíveis agentes responsáveis pela proposta de intervenção na redação. 

E saber o que é cada um dos membros do GOMIFES e qual é sua esfera de atuação pode elevar o nível da sua redação e ajudar você a chegar na nota 1000.

Você vai conferir:

O que é a proposta de intervenção da redação do Enem?
Quem são os agentes da proposta de intervenção, os GOMIFES?
Exemplos do uso de GOMIFES em redações nota 1000 do Enem
Conclusão

Comece sua graduação EAD agora mesmo! Inscreva-se.

O que é a proposta de intervenção da redação do Enem? 

A redação do Enem segue o modelo dissertativo-argumentativo. 

Isso significa que a redação exigida pelo Exame Nacional do Ensino Médio é um tipo discursivo que busca defender uma ideia a partir de argumentos. 

A linguagem utilizada no modelo é impessoal, sendo também obrigatório estruturar o conteúdo em introdução, desenvolvimento e conclusão. 

Além disso, para atingir seu objetivo, a redação de modelo dissertativo-argumentativo precisa ter uma proposta de intervenção. 

Durante o desenvolvimento, o candidato deve trazer argumentos que defendam sua tese da redação e, então, na conclusão, deve apresentar, com base nos argumentos, aquela que acredita ser a solução para o problema apresentado. 

Ou seja, a proposta de intervenção da redação do Enem é uma solução que o candidato propõe baseando-se em argumentos e respeitando os direitos humanos. 

Quem são os agentes da proposta de intervenção, os GOMIFES? 

Quando propõe uma solução para o problema, o candidato também precisa indicar quem seriam os responsáveis por colocar a proposta de intervenção em prática. 

Nesse caso, os GOMIFES são os agentes da proposta de invenção. 

De acordo com a argumentação e proposta, o candidato pode escolher um ou mais entre os 7 GOMIFES existentes: Governo, Organizações Não Governamentais, Mídia, Iniciativas Privadas ou Indivíduo, Família, Escola e Sociedade. 

A importância de se apontar um agente na proposta de intervenção está em demonstrar para a banca avaliadora que o candidato entende por onde sua solução deve começar e que ele tem conhecimento sobre qual dos GOMIFES teria mais poder em determinado espaço. 

Confira abaixo o que é cada um dos membros desse acrônimo e como eles podem aparecer na proposta de intervenção da redação: 

1 Governo  

O governo é, sem sombra de dúvida, o membro do GOMIFES mais citado nas redações do Enem. 

O problema é que utilizar uma definição ampla de governo pode dar a ideia de clichê e superficialidade a sua proposta de intervenção. 

Por isso, antes de sugerir o governo como agente, busque ter conhecimento sobre quais são as três esferas de poder que formam este órgão. 

  • Poder legislativo: é responsável pela criação de leis e regulamentação destas leis. 
  • Poder Judiciário: é quem aplica as leis, interpreta e julga a partir delas. 
  • Poder Executivo: é o responsável pela administração do Estado. 

Sabendo a diferença entre cada um dos poderes, você já consegue identificar na conclusão da redação quem seria o responsável pela proposta. 

Além disso, também é interessante que você entenda quais são as diferenças de responsabilidades entre os governos federal, estadual e municipal. 

Outro conhecimento que pode ajudar a demonstrar mais especificidade na proposta é entender como funcionam os ministérios e secretarias. 

2 Organizações não governamentais (ONGs)  

As Organizações Não Governamentais (ONGs) são instituições que não têm vínculo algum com o estado e atuam em diversas frentes, como a saúde, educação e meio ambiente. 

Ao utilizá-las como agentes na proposta de intervenção tenha em mente que a solução sugerida precisa estar dentro da esfera sociocultural. 

Como agentes, as ONGs podem atuar como braços auxiliares de projetos que já foram colocados em prática ou como disseminadoras de informação, promovendo palestras e oficinas. 

3 Mídia 

A mídia entra no GOMIFES como um agente de informação. 

Ela abrange diversos meios de comunicação e informação, como a internet e a televisão, por exemplo, sendo de grande ajuda para disseminar mudanças na realidade social. 

Para ter a mídia como seu agente, a sua proposta precisa girar em torno de questões como campanhas, divulgações e ações que gerem maior interação na sociedade.

GOMIFES o que são e como usar na proposta de intervenção da sua redação do Enem

4 Indivíduo ou iniciativa privada  

Este é um agente que pode aparecer pouco nas propostas de intervenção de candidatos porque pode haver dúvida sobre como utilizá-lo. 

Usar a iniciativa privada como agente pode gerar uma solução de parceria entre empresas e o Estado, assim como incentivos governamentais para tanto. 

5 Família  

Utilizar a família como um agente na proposta de intervenção pode parecer algo que não faz muito sentido devido aos temas propostos na redação do Enem. 

Porém, dependendo da sua abordagem, pode ser adequado. 

A família é um provedor de construção social, emocional e ética nos indivíduos. Portanto, se sua proposta traz um trabalho de base com a sociedade, este é um ótimo agente. 

Lembrando que você pode escolher mais de um agente, então aqui poderiam entrar parcerias com a iniciativa privada ou com as ONGs, por exemplo. 

6 Escola  

As escolas são espaços onde a transformação social acontece de verdade e onde se pode disseminar muita informação e conhecimento individual e coletivo. 

Portanto, para utilizar este membro do GOMIFES como seu agente na proposta de intervenção, é preciso conhecer o papel da escola, quem é responsável por ela e até onde ela pode ir. 

Por exemplo: 

  • Governo municipal: é responsável por oferecer ensino fundamental e regulamentar essa modalidade de ensino. 
  • Governo estadual: é quem se responsabiliza pelo ensino médio e suas regulamentações. 
  • Governo Federal: é responsável por organizar e regulamentar o ensino superior. 

Logo, dependendo da sua proposta, será preciso envolver não apenas as escolas, mas os governos municipais, estaduais e federais. 

7 Sociedade 

Por fim, a última letra no acrônimo do GOMIFES é a sociedade. E este é um agente que, se não cuidado, pode também parecer clichê e superficial. 

Um bom uso da sociedade como agente é através de exemplos de movimentações e grupos sociais que mudaram um contexto indesejável. 

A sociedade é um agente que pode ser apresentado como promotor de discussões e mobilizador de mudanças, então traga exemplos e seja específico ao utilizá-lo na sua redação. 

Exemplos do uso de GOMIFES em redações nota 1000 do Enem 

Todos os anos, o Inep divulga os espelhos de redação para os candidatos e alguns veículos de informação reúnem as que conseguiram nota máxima.  

Abaixo, nós vamos compartilhar algumas propostas de intervenção para olharmos seus agentes: 

Exemplo 1 

Portanto, ao entender que a falta de cidadania gerada pela invisibilidade do não registro está diretamente ligada à exclusão social, é tempo de combater esse grave problema. Assim, cabe ao Poder Executivo Federal, mais especificamente o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, ampliar o acesso aos cartórios de registro civil. Tal ação deverá ocorrer por meio da implantação de um Projeto Nacional de Incentivo à Identidade Civil, o qual irá articular, junto aos gestores dos municípios brasileiros, campanhas, divulgadas pela mídia socialmente engajada, que expliquem sobre a importância do registro oficial para garantia da cidadania, além de instruções para realizar o processo, a fim de mitigar as desigualdades geradas pela falta dessa documentação. Afinal, assim como os meninos em “Vidas secas”, toda a população merece ter a garantia e o reconhecimento do seu nome e identidade. 

Na redação nota 1000 de Fernanda Quaresma no Enem 2021, o agente escolhido é o Governo.

Neste ano, o tema era “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. 

Porém, para não cair no superficial, a candidata especificou que a ação precisa estar nas mãos do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. 

Leia a redação na íntegra neste link. 

Exemplo 2 

Portanto, faz-se imprescindível que a mídia - instrumento de ampla abrangência - informe a sociedade a respeito dessas doenças e sobre como conviver com pessoas portadoras, por meio de comerciais periódicos nas redes sociais e debates televisivos, a fim de formar cidadãos informados. Paralelamente, o Estado - principal promotor da harmonia social - deve promover a representatividade de pessoas com transtornos mentais nas artes, por intermédio de incentivos monetários para produzir obras sobre o tema, com o fato de amenizar o problema. Assim, o corpo civil será mais educado e os estigmas contra indivíduos com patologias mentais não serão uma realidade do Brasil. 

Já na redação nota 1000 de Isabella Gadelha no Enem 2020, o GOMIFES escolhido é a Mídia.

Em 2020, o tema da redação era “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. 

Note que além de especificar o agente, a candidata também indicou quais meios deveriam ser utilizados para disseminar informação. 

Leia a redação na íntegra neste link. 

Exemplo 3 

Portanto, cabe à iniciativa privada, em parceria com os estados e municípios, promover a interiorização das salas de teledramaturgia, por meio da construção de novos empreendimentos em áreas distantes dos pólos econômicos e da redução dos custos para o consumidor de baixa renda, incentivando, então, a cultura mais democrática. Além disso, é responsabilidade da Ancine, Agência Nacional de Cinema, estabelecer um canal de comunicação mais efetivo com o telespectador, por intermédio de aplicativos e das redes sociais interativas, para que denúncias e reclamações sobre preços abusivos possam ser realizadas. Como efeito social, a democratização do cinema no Brasil será uma realidade, destruindo, assim, barreiras e "feudos" sociais." 

Neste último exemplo de redação nota 1000, Amanda Rocha, no Enem 2019, coloca a Iniciativa Privada como agente.

O tema deste ano era “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”. 

Além de trazer a iniciativa privada como agente principal, a candidata também trouxe outros agentes como responsáveis, o governo. 

Leia a redação na íntegra neste link. 

Conclusão 

Esperamos que, ao chegar ao final deste artigo, você tenha entendido o que são os GOMIFES e como utilizá-los na proposta de intervenção da redação. 

Leia também: 

Ganhe uma bolsa de estudos com a sua nota do Enem!